2o Fórum de Gestão de Estádios e Arenas aconteceu em São Paulo com grande sucesso

Aconteceu com grande sucesso nesta última quinta-feira em São Paulo, o 2o Fórum de Gestão de Estádios e Arenas, evento organizado pela Trevisan Escola de Negócios e Arenaplan Consultoria. O evento busca debater os problemas atuais da gestão dos estádios brasileiros promovendo a troca de informações e novas idéias.

Nesta edição grandes nomes estiveram presentes. Além das palestras e debates, o público teve o oportunidade de conhecer a literatura especializada da Editora Trevisan e realizar um networking com os líderes da gestão de arenas no Brasil além de conhecer as novas tecnologias e tendências para o futuro, como o Cashless.

O público pôde testar, usando a tecnologia da Arenaplan, a emissão de recibos de pagamento direto em terminais de autoatendimento que ajudam a eliminar as filas com uso de cartões Contactless pré-pagos.

Rogério Dezembro, diretor de novos negócios do Allianz Parque abriu o círculo de palestras mostrando que a nova arena do Palmeiras vai sediar os jogos do clube inovará no segmento de eventos na capital paulista sendo um dos espaços de eventos mais utilizados na cidade. Além da modernidade do projeto ele também fez um upgrade no clube social palestrino dando benefícios extras aos sócios. Em 2013, um relatório divulgado pela Arenaplan previa que a nova arena paulista seria líder em receitas no setor. O diretor aproveitou para convidar os organizadores para realizar lá a terceira edição do evento.

A seguir houve o primeiro um debate sobre os primeiros anos de operação das novas arenas no Brasil, coordenado pelo presidente da Faculdade Trevisan, Antoninho Trevisan que criticou a organização dos jogos Olímpicos da Grécia, pois os organizadores acreditavam que o evento esportivo se pagaria sozinho,  porém o que se viu é que os turistas pouco compraram no país contribuindo para o fracasso financeiro dos jogos, um grande aviso para o projeto brasileiro.

O presidente do Maracanã, Sinval Andrade, comentou sobre os desafios de comandar todo complexo do Maracanã, hoje divididos em várias concessões. Mauro Guilherme Araújo, o presidente da Arena das Dunas, um dos projeto de estádios mais criticados antes da copa, mostrou que a arena já realizou mais de 45 eventos neste ano. Em seguida, Mauro Tostes, diretor de operações da Arena da Baixada do Clube Atlético Paranaense demonstrou o desafio de preencher 300 dias livres da agenda para realização de eventos em uma obra que ainda não foi finalizada.

A palestra de Marcus Henrique Duarte, coordenador de Ticketing & Access do Maracanã que mostrou que o torcedor hoje já pode comprar seu ingresso com facilidade pela internet escolhendo o setor desejado, melhor que a maioria dos estádios no país. A seguir houve o painel de debates sobre as empresas como parceiras, coordenado pelo diretor da Arenaplan, Márdel Cardoso. O tema do debate expôs projetos de rede de Fast Food de clubes, apresentado pelo Fernando Ferreira, diretor da Sport Food, o trabalho de gestão de camarotes da Goldem Goal, pelo seu diretor Ricardo Hinrichsen além da posição atual do grupo AMBEV, feita pelo seu gerente de marketing corporativo, Rafael Pulcinelli que procurou mostrar que o foco do grupo é o projeto de sócio torcedor.

Uma das tônicas do debate foi sobre a área de Cashless, tão amplamente utilizada pelos estádios americanos e europeus e ainda inexploradas no país. Márdel propôs que os os parceiros dividissem o investimento na tecnologia para poder explorar os hábitos de consumo do público, ampliando as receitas e melhorando a estratégia de ativações com seus clientes, em vez de deixar todo o investimento a ser feito pelo operador de catering como acontece hoje.

No período da tarde,  Mauricio Sales, coordenador do Curso de Gestão de Arenas da Trevisan, expôs o trabalho durante a copa do mundo de 2014. Em seguida houve o debate sobre as estratégias para resolver o problema da segurança nos estádios onde participaram o Maurício Balassiano, diretor de Tecnologia da Certisign, Andrey Reis, Security Specialist na Rio 2016 e Camilo D´ornelas, Gestor de Safety & Security do Complexo Maracanã. Durante o debate ficou claro que enquanto houverem torcidas organizadas os gestores precisarão criar uma esquema especial para isolar este tipo de torcedor dos outros setores do estádio comentando sobre o bom trabalho realizado no clássico entre Flamengo e Atlético-MG onde não houve um incidente sequer.

A última palestra foi de Ricardo Gomes, CEO da Sstudio Marketing mostrando que vários outros eventos esportivos podem ser realidos nas arenas, fora do futebol. O evento fechou com o debate sobre as estratégias de engajamento de público nos estádios de futebol liderado pelo Fábio Porto, Superintendente de Novos Negócios da Portuguesa. Alexandre Ferreira, novo gerente de marketing do Corinthians mostrou que a nova arena ajudou o clube a ampliar o projeto de sócio-torcedor e a média de público do clube. Porém expôs que o mercado brasileiro ainda reluta em investir em projetos de naming rights.

André Monnerat,  gerente de programas de relacionamento e marketing digital do Flamengo comentou que a torcida não abraçou o Engenhão pois sabia que aquilo era temporário, o que dificultou para o clube realizar ações no local. Jorge Avancini, diretor de marketing do Internacional mostrou que o clube já possui 3 níveis de  estratégia de preços de ingressos dependendo da importância do espetáculo, saindo a frente de muitos clubes do país.


Terminais de AutoAtendimento da Arenaplan
e Caixas Cashless


Recepção


Quase 90 presentes compareceram
durante o dia no evento

Rogério Dezembro, Diretor de Novos
Negócios do Allianz Parque

Mauro Tostes, Presidente da Arena das Dunas
e Antoninho Trevisan, presidente da
Faculdade Trevisan


Mauro Araújo, presidente da Arena das Dunas
e Sinval Andrade, Presidente do Maracanã


Jorge Avancini, Diretor de Marketing do Internacional e Fábio Porto, Superintendente
de Novos Negócios da Portuguesa

Alexandre Ferreira, gerente de marketing
do Corinthians e Andre Monnerat, gerente de programas de relacionamento digital do Flamengo

Márdel Cardoso, Diretor da Arenaplan na coordenação
de um Debate sobre Empresas Parceiras das Arenas.

Da esquerda para direita, Márdel Cardoso, Diretor da Arenaplan, Jorge Avancini, Diretor do SC Internacional e Maurício Balassiano, diretor da Certisign.

Fonte: http://www.arenaplan.com.br/forum3/index.php?option=com_content&view=article&id=41:2o-forum-de-gestao-de-estadios-e-arenas-aconteceu-em-sao-paulo-com-grande-sucesso&catid=12&Itemid=142

 

Deixe uma resposta